« »
Cultura brasileira: discos, shows, gestão de projetos, assessoria em produção fonográfica
Prêmios
Parceiros
Siga Viola Urbana também nas redes sociais:
Untitled Document
Pesquisa
Clique nas imagens para amplia-las

"Pesquisa Viola Urbana: A influência da viola na música brasileira"

(Texto: João Araújo / Ilustrações: Marcelo Bicalho).

Trabalho de preservação músico-cultural mantido desde 2004. A Pesquisa nortea e justifica o repertório dos registros fonográficos: 04 CDs (2005 / 2008 / 2015 - cantado e instrumental) e dois DVDs (2010 / 2015).

Por segmentos, procura mostrar a importância que o instrumento tem para a nossa cultura, desde o inicio da colonização até os dias atuais.

CONFIRA PELA WEB OS CONTEÚDOS PESQUISA VIOLA URBANA:

Rádio Sudeste - do amigo Denil Nogueira - diariamente às 12h15 e 18h30 - www.radiosudeste.com.br

Rádio Viola Viva - do amigo Andre Viola - de segunda a sexta, 7h00 e 14h00 - www.violaviva.com.br

RÁDIA - do amigo Luiz Fernando Mendonça Fassheber - terças e quintas - 19h00 - www.radia.radio12345.com

Amigos de várias partes do Brasil ajudam a corrigir e/ou complementar os textos:

SEJA TAMBÉM MAIS UM A COLABORAR, ENVIANDO SEU COMENTÁRIO!


Viola de Saia

Infelizmente, ainda são poucas as mulheres que tocam viola – se comparadas ao grande número de homens que o fazem.

Na História, ficou famosa a atuação de Helena Meireles (Campo Grande / MS - 13/08/1924 - 28/09/2005). Só reconhecida pela mídia em 1993, quando foi eleita pela revista internacional Guitar Player como uma das 100 melhores instrumentistas do mundo, essa violeira é um caso raro também por sua área geográfica de atuação artística: em depoimento para o trabalho “Violeiros do Brasil” (importante registro em livro e DVD da paulista Míriam Taubkin, de 2009), Almir Sater afirma que, no Pantanal, ela fora, por muitos anos, a única pessoa de quem ele já ouvira falar que tocava viola. Dona Helena praticava ritmos da sua região, como chamamés e rasqueados, e tocou até falecer, já aos 81 anos.

Hoje em dia, pode-se destacar a atuação de Adriana Farias (componente do grupo Barra da Saia) e Juliana Andrade (da dupla Juliana e Jucimara). Além da recente e inovadora formação da Orquestra Viola de Saia, coordenada pela professora de viola Fabíola Mirela, de São Paulo (SP).

Músicas deste segmento: a canção “A Violeira” (de Tom Jobim e Chico Buarque) está prevista para ser registrada no terceiro álbum sobre a Pesquisa Viola Urbana. E, naturalmente, as obras das artistas citadas acima e de várias outras são bons exemplos da maneira feminina de compor e tocar viola.


João Araújo
04-05-2013
Amigo Beto, o espaço está aqui para que possam ser corrigidas as injustiças, e completadas as homenagens! Esse é um trabalho particular de um cronista, um ser humano que conta ainda com a ajuda da memória e bom senso dos amigos - além do mais, nem Jesus Cristo agrada a todos... Penso ser mais válido citar alguns exemplos e fazer homenagens, do que deixar de fazê-lo simplesmente por que é impossível lembrar e citar todos. Penso ainda que os jornais, que raramente se lembram da viola, sempre fizeram assim. Pelo menos, é um espaço a mais para nossa violinha querida. Agradeço e peço que me ajude ainda mais, citando e deixando registradas suas opiniões, sempre! Abraço!

Beto Moschkovich
03-05-2013
O tema é fundamental, mas quero registrar que ao identificar trabalhos existentes, corre-se o risco de magoar aquelas que não foram citadas, não que as citadas não mereçam homenagens, mas fica sempre um "quê" de injustiça para as outras, que existem...

VIOLAURBANA.COM
SIGA A VIOLA URBANA
CONTATO
Home Downloads
Quem Somos Na mídia
Loja Vídeos
Pesquisa Contato
Projetos Cadeia produtiva da viola brasileira

contato@violaurbana.com

(31) 99952-1197 (horário comercial)