« »
Cultura brasileira: discos, shows, gestão de projetos, assessoria em produção fonográfica
Prêmios
Parceiros
Siga Viola Urbana também nas redes sociais:
Untitled Document
Pesquisa
Clique nas imagens para amplia-las

"Pesquisa Viola Urbana: A influência da viola na música brasileira"

(Texto: João Araújo / Ilustrações: Marcelo Bicalho).

Trabalho de preservação músico-cultural mantido desde 2004. A Pesquisa nortea e justifica o repertório dos registros fonográficos: 04 CDs (2005 / 2008 / 2015 - cantado e instrumental) e dois DVDs (2010 / 2015).

Por segmentos, procura mostrar a importância que o instrumento tem para a nossa cultura, desde o inicio da colonização até os dias atuais.

CONFIRA PELA WEB OS CONTEÚDOS PESQUISA VIOLA URBANA:

Rádio Sudeste - do amigo Denil Nogueira - diariamente às 12h15 e 18h30 - www.radiosudeste.com.br

Rádio Viola Viva - do amigo Andre Viola - de segunda a sexta, 7h00 e 14h00 - www.violaviva.com.br

RÁDIA - do amigo Luiz Fernando Mendonça Fassheber - terças e quintas - 19h00 - www.radia.radio12345.com

Amigos de várias partes do Brasil ajudam a corrigir e/ou complementar os textos:

SEJA TAMBÉM MAIS UM A COLABORAR, ENVIANDO SEU COMENTÁRIO!


Viola no Choro

O "choro" (ou "chorinho") é outro importante estilo musical brasileiro com grande reconhecimento no exterior. Também claramente derivado das células rítmicas do samba, tem como característica execuções de grande complexidade, comparáveis às do jazz americano (apenas em termos de complexidade de execução, bem entendido).

Tendo aparecido no País em meados do século XIX, firmou-se definitivamente no vasto repertório de possibilidades (e talentos) culturais brasileiros, sendo seus principais instrumentos o cavaquinho, o bandolim e a flauta (nos solos) e violão, banjo, pandeiro e percussões de samba nos acompanhamentos (se é que em música brasileira se possa apontar “quem faz o quê”, dada a quase infinita genialidade de nossos músicos).

Inserir a viola no chorinho não é para qualquer um. É necessário um grande domínio do instrumento e especial agilidade para emitir as escakas musicais necessárias com velocidade e precisão. Além dos maiores violeiros do Brasil (que naturalmente são capazes de vencer com louvor quaisquer desafios) apontamos, entre outros, dois jovens virtuoses da nova geração: Cacai Nunes (pernambucano radicado em Brasília) e o belo-horizontino Fernando Sodré. Sodré, inclusive, desde seu segundo CD de viola, apresenta parcerias com Hamilton de Holanda (um “chorão” bandolinista situado entre os mais respeitados do mundo) e tanto Cacai quanto Sodré já apresentaran seus toques esmerados em vários países, inclusive na Europa. Isso não deixa de ser mais um orgulho para nossa violinha, que, cada vez mais, vai conquistando novos espaços “nunca dantes navegados”; amplia-se, deste modo, o respeito mundial a este instrumento brasileiríssimo.

Músicas deste segmento: O clássico “Brasileirinho” (de Waldir Azevedo) está previsto para ser registrado no terceiro álbum sobre a Pesquisa Viola Urbana. Talvez o maior "hino" do choro em todos os tempos, diz a lenda que o autor o compôs por ocasião de um desafio dos amigos, que retiraram 03 cordas e instigaram Waldir a tocar apenas com a única corda restante de seu cavaquinho. Lendas à parte, essa música é uma das mais representativas de nossa brasilidade lá fora, sendo sua interpretação na viola uma bela variação.


VIOLAURBANA.COM
SIGA A VIOLA URBANA
CONTATO
Home Downloads
Quem Somos Na mídia
Loja Vídeos
Pesquisa Contato
Projetos Cadeia produtiva da viola brasileira

contato@violaurbana.com

(31) 99952-1197 (horário comercial)