« »
Cultura brasileira: discos, shows, gestão de projetos, assessoria em produção fonográfica
Prêmios
Parceiros
Siga Viola Urbana também nas redes sociais:
Untitled Document
Pesquisa
Clique nas imagens para amplia-las

"Pesquisa Viola Urbana: A influência da viola na música brasileira"

(Texto: João Araújo / Ilustrações: Marcelo Bicalho).

Trabalho de preservação músico-cultural mantido desde 2004. A Pesquisa nortea e justifica o repertório dos registros fonográficos: 04 CDs (2005 / 2008 / 2015 - cantado e instrumental) e dois DVDs (2010 / 2015).

Por segmentos, procura mostrar a importância que o instrumento tem para a nossa cultura, desde o inicio da colonização até os dias atuais.

CONFIRA PELA WEB OS CONTEÚDOS PESQUISA VIOLA URBANA:

Rádio Sudeste - do amigo Denil Nogueira - diariamente às 12h15 e 18h30 - www.radiosudeste.com.br

Rádio Viola Viva - do amigo Andre Viola - de segunda a sexta, 7h00 e 14h00 - www.violaviva.com.br

RÁDIA - do amigo Luiz Fernando Mendonça Fassheber - terças e quintas - 19h00 - www.radia.radio12345.com

Amigos de várias partes do Brasil ajudam a corrigir e/ou complementar os textos:

SEJA TAMBÉM MAIS UM A COLABORAR, ENVIANDO SEU COMENTÁRIO!


Viola das Serestas

O costume de cantar à frente de moradias, noite adentro, ao som de instrumentos musicais, acontece no Brasil por influência do que já se fazia há muitos séculos na Península Ibérica (Portugal e Espanha). Ainda na Idade Média (!), os trovadores e menestréis entoavam as famosas Cantigas (ou Cantares). Havia as cantigas de amigo, de amor, de escárnio e até de maldizer. Em nosso país, o mais comum é serem cantados temas românticos à janela da pessoa amada. São encontrados registros de violas em serestas desde 1650, enquanto que o violão só tem registros de sua chegada ao nosso país a partir do século XIX. Constata-se, então, que a viola sempre esteve presente nas serenatas, mantendo seu lugar reservado nelas até hoje - somada agora ao violão e a vários outros instrumentos.

O fato é mais comum nas cidades um pouco menores, onde a hospitalidade é marca registrada: costuma-se receber os seresteiros com alegria e guloseimas, das melhores que a casa tiver para oferecer, semelhante à acolhida aos participantes das comitivas de festas folclóricas, como Folias de Reis e Congado. Mas o amor, assim como a tradição, vence todas as fronteiras, inclusive as de concreto: mesmo nas cidades-grandes ainda é possível encontrarmos corações apaixonados declarando-se através das serenatas, em pleno asfalto, no meio do trânsito e para as altas janelas dos arranha-céus.

Exemplos de canções deste segmento: "Você vai Gostar" (de Elpídio dos Santos), foi registrada no primeiro álbum da série "Pesquisa Viola Urbana". Já "Felicidade de Caboclo" (de Serrinha e Rielinho): “Todo caboclo tem: uma viola, uma cabocla e uma canção...” e "Chuá, Chuá" (de Pedro de Sá e Ari Machado) abrilhantam o segundo álbum, com arranjo de cordas de Geraldo Vianna.


VIOLAURBANA.COM
SIGA A VIOLA URBANA
CONTATO
Home Downloads
Quem Somos Na mídia
Loja Vídeos
Pesquisa Contato
Projetos Cadeia produtiva da viola brasileira

contato@violaurbana.com

(31) 99952-1197 (horário comercial)